Thursday, September 28, 2006

Tolerância Zero

Há dias em que, por mais que tentemos, é impossível suportar aquelas pessoinhas que fazem parte de nossa vida. Refiro-me àquele joão da silva e àquela maria beltrana com quem, a contragosto, dividimos o espaço de trabalho. Em estado adequado de temperatura e pressão, sou indiferente às risadas apagadas, às conversas tediosas, à falta de inteligência em geral. Numa quinta-feira do final de setembro de um ano em que, a um só tempo, voltei a estudar, troquei de apartamento e estive privada de férias, porém, a coisa toda ganha dimensões catastróficas. Ai que o chato comente o último blockbuster próximo a meu ouvido! Ui que a mocinha comente sua recente aquisição logo atrás de mim! Contenho-me para não levantar da cadeira e arrancar olhos e língua de um, cabelos e beiço de outra. Para dar vazão à fúria que me toma, ponho-me a exercitar minha não-acolhida vocação pra medicina, imaginando uma série de procedimentos dolorosos a que submeteria cada um. Desse devaneio hospitalar às vezes só consigo sair já na fase de sutura, quando nóis ou amêndoa me convida para mais um cafezinho. Mas, como eu vim para confundir e não para explicar, recorro a você, amável leitor, que certamente saberá me ajudar a elaborar uma lista tão completa quanto possível do que se pode fazer com os tipos que se sentam entre nós e a porta de saída. Mãos à obra! Ah, e não venha me dizer que você é bonzinho.

5 comments:

Victor said...

Não pergunte para a mim. Estou com Ben Harper estourando os ouvidos. Inclusive estou ouvindo um "Ao Vivo" dele, porque a multidão aplaudindo faz mais barulho ainda e sufoca o burburinho tedioso que está vindo aqui da copa, onde funcionários públicos sem maiores perspectivas que falar mau dos outros se divertem. Protegendo meus ouvidos, protejo meus colegas, pois no estado em que me encontro não seria capaz de ficar só na imaginação: já iria para as vias de fato.

Victor said...
This comment has been removed by a blog administrator.
deni said...

Nós comenta...
Vc é o homem da minha vida!

deni said...

nóis comenta...
um controle remoto para tirar a voz dessas criaturas em alguns momentos e/ou alterá-las de forma que soem esquisitas (para o nosso entretenimento) seria interessante...sabes que não sou a favor dos castigos corporais...sou mais fã da boa e velha violência psicológica...ohohohohoh (risada maléfica)

vivi said...

agora tenho minha própria assinatura!