Tuesday, October 14, 2008

Vacas mais felizes!

"E porque não? Você come outros animais, não é?"


Hoje, após assistirmos uma triste reportagem na TV que mostrou um problema de distribuição de ração para avicultores em São Paulo (de forma que as galinhas de grandes criadores estavam morrendo de fome e comendo-se umas às outras, bem como tentando comer até o plástico dos sacos de ração vazio) caiu sobre nossas CABEÇAS a literal e poderosa GOTA D'ÁGUA que faz com que finalmente tomemos aquela atitude que há ANOS a gente vivia ensaiando.

É como parar de fumar. De uma hora para outra, tornou-se imperativo paramos de comer carne.

E viramos vegetarianos. Claro, não seremos absolutamente radicais, então além de comermos ovos e laticínios, também iremos EVENTUALMENTE comer carne nas seguintes situações: quando formos visita na casa de alguém ou estivermos participando de alguma festa a qual fomos convidados, e nos sábados à noite, quando decidirmos ir a algum restaurante - mas, aí nesse caso, nós sempre procuraremos optar por algum prato sem carne ou, se possível, com frutos do mar (desde que não seja atum, que é uma espécie que já está em vias de extinção pois é pescada de forma descontrolada pelos japoneses).

Portanto as vacas e galiinhas do planeta podem ficar um pouco mais felizes hoje (na verdade, o título do post é em referência ao site americano 'Happy Cow').

4 comments:

Anonymous said...

tem um filme, eu não sei o nome agora, que diz que mostra a crueldade na forma como matam os animais. Achei o post bem interessante, porque vivem criticando os chineses porquem comem uns bichos esquisitos, mas efetivamente qual seria o critério que define que a vaca você pode comer e um grilo ou um cachorro não?

salsicha viennese de volta na área :)

Vivi said...

Welcome back, vienense! ;)

***

Eu tenho a impressão de que adiei tantas vezes essa decisão apenas por preguiça - lamento tanto! -, porque nem sou assim tão fã de carne(s)... :(

Victor said...

(Ops, só agora vi os comentários" Oi Fernanda! Pois é, coerência por coerência, se é para criticar outros povos por comerem cachorros, então temos que nos criticar por comermos outros animais. Tem aquela brincadeira de que "não como nada que tenha cara", e pode, numa inversão da ironia, ser parafraseada para um sentido mais sério: "não como nada que tenha sistema nervoso". Estamos no terceiro dia de ovo-lacto-vegetarianismo, e até agora tudo bem! Abraço!

deni said...

Boa sorte, gente!!
Eu tentei duas vezes...mas não consegui passar de 2 meses...mas ainda não desisti totalmente da idéia...talvez um dia...
O documentário mais impactante que eu vi sobre a questão é Terráqueos...não recomendo a pessoas sensíveis pois chorei muito assistindo...