Saturday, September 30, 2006

DIVÂneios

Tinha feito um acordo tácito com a Viviane de não falar assunto sério nesse blog, mas achei que seria interessante partilhar isso com vocês, pois acho que é de 'interesse público'.
Bem, como vocês podem ver, tem um sapatinho vermelho aí do lado.
Pois é, sonhei com ele noite passada.
Tá, e daí?
Bem, e daí que há alguns anos atrás, precisamente em 2000, eu recebi um presente de uma amiga: a indicação de um livro muito bom, revolucionário, chamado "Mulheres que correm com os lobos", de Clarissa Pinkola Estés (se não leram, leiam! se leram, leiam de novo!).
Para quem ainda não leu, o livro é um apanhado de lendas e histórias (contos de fadas) que são dissecados no seu simbolismo por uma psicóloga junguiana. É um convite à reflexão e ao reencontro com o feminino e entre as histórias que fazem parte deste livro está "A lenda dos sapatinhos vermelhos"...daí a minha surpresa.
Como eu li este livro há muitos anos atrás e o emprestei, fui procurar na internet a tal da história. Ela está disponível no seguinte site: www.femininoplural.com.br/fogo/lenda/sapatolenda.html, inclusive com a sua interpretação. Portanto, não vou repeti-la, vou apenas deixar a indicação.
Florzinhas, deixem de lado a preguiça e leiam com atenção, pois um par de sapatinhos errado pode custar muito caro e levar a gente prum lugar não muito bacana...

3 comments:

vivi said...

"Mas, as vezes, cedemos ao apelo da sociedade, e abandonamos o que nos é mais caro pelo que os outros consideram importante."
Só de conga na minha cara!

vivi said...

Eu faço dessas dia sim e outro também!

deni said...

Ainda bem que o inconsciente da gente manda uns recados às vezes... mas se a gente não ouve, toma de conga na cara mesmo!
Ó o solado desenhado na minha cara, ó?!! Hehehehe