Friday, September 29, 2006

Idéias para salvar o mundo

Para você que pensa que esse blog não tem qualquer função social, que é pura besteira....Paf, Paf!! (tapa na sua cara) Tem, sim! E das mais importantes...queremos inaugurar aqui um espaço reunindo idéias para salvar o mundo. Isso mesmo, querido leitor, não é salvar as baleias ou a floresta amazônica, é salvar o mundo mesmo.
Assim, dando início à lista que integrará um documento que será repassado às maiores autoridades mundiais e à ONU, num futuro próximo, gostaria de lançar a pedra fundamental desse projeto...
1 - Como é sabido, diversos países sofrem com o problema de desemprego. Visando resolver de vez este problema proponho a seguinte idéia: se todo mundo trabalhasse seis meses e descansasse seis meses haveria emprego para todo mundo, níveis maiores de produtividade e satisfação no trabalho, menos estresse, menos problemas de saúde, menos guerras, seria tudo de bom!!!
Pense nisso!
Mande suas idéias para nós até o dia 31-12-2006, por favor, e nos ajude nessa cruzada por um mundo melhor.

3 comments:

vivi said...

A minha sugestão é bem simples. Às pessoas altamente capacitadas devem ser asseguradas as condições para maximizar o potencial de suas contribuições para o bem-comum. Como se sabe, as melhores idéias nascem nos períodos de ócio. Por isso, o expediente deveria começar necessariamente com um produtivo intervalo para troca de idéias, regado à vinho ou cerveja conforme a estação do ano. Mas é bom ressaltar. Desse programa só devem fazer parte as pessoas que atingirem escore mínimo de 80% no teste de Remington, que avalia o grau de conhecimentos inúteis e a magnitude do senso de humor.

deni said...

Vivi, my darling...tens como disponibilizar esse teste de Remington para a plebe??

Victor said...

Obviamente, trabalhar é uma violência. Veja bem, somos animais, e animais não trabalham. Principalmente em regiões tropicais, os macacos dedicam-se apenas a esticar a mão e comer uma fruta suculenta do galho ao lado. O máximo do esforço é tirar uns piolhos do vizinho. Tendo em vista essa circunstância, é elementar que o regime de trabalho é algo extremamente brutal, um crime. Eu tinha uma teoria sofisticada sobre isso (até um amigo meu filósofo tinha se abrido), mas pô, não é que eu me esqueci?