Thursday, March 22, 2007

Introducing...

Se existe um paraíso do funcionário público, nele certamente tem morada uma Paloma. Sabem o tipo fashionable que, assim do nada, chega sorrindo com uma caixa de salgadinhos recém saídos do forno? Complicado é que, para cada um desses anjos de estilo e bondade, há uma penca de escriturários gulosos, que nada fazem senão locupletar-se das calorias alheias. Eu, observem a minha tocante sinceridade, incluo-me nesta segunda categoria. Sem qualquer vestígio de auto-censura ou vergonha na cara, levantei-me umas três vezes desde que eles [os salgadinhos] chegaram. Alguns cafezinhos e copos d'água depois, eu sou uma encarnação da jibóia satisfeita, imprestável para a labuta, mas sorridente como um buda iluminado.





Quando ela não traz salgadinhos ou pãezinhos, frios e manteiga, bate um arrependimento. Seria de se esperar que, vez ou outra, os papéis se invertessem. A Deni pelo menos assou uns cachorrinhos [salsichinhas, bem entendido], dando mostras não só de educação como também de casadoiros dotes culinários. Vivi, encare, no espelho, a face da vergonha: tudo que pude fazer até hoje foi trazer um pacote de biscoitos. Só posso argumentar em minha defesa é que não eram ricos em gorduras trans.

...


Comprovando que tenho mais sorte do que juízo, existe uma Paloma aqui na repartição. 'Brigadim pelo breakfast, queri.

3 comments:

Deni said...

Putz! Não me lembre que estou em débito com a galera!!! Faz horas que eu só me aproprio das calorias alheias e nada...cousa feia!!!
Brigadim Paloma! E aguarde...pois mais um post sobre sua pessoa vem aí...ohohohohoh!!

vivi said...

Sou tão curiooooosa! :-D

hugh said...

Ainda bem que li esse post depois do almoço, senão teria comido o dobro!