Monday, May 14, 2007

Convalescença


Os embutidos, finalmente, deram sinais mais consistentes de recuperação. Embora a equipe médica tenha, durante a semana, lutado em vão contra a enfermidade que abateu o grupo, uma substância de natureza quase milagrosa conseguiu reverter, num sóa dia, o que muitos já consideravam um quadro irreversível. Sim, amigos, a cor voltou ao rosto das lingüiças e salames no sábado passado. Tudo graças a um indescritível manjar, uma receita secreta da família Castro Alves! Acaso algum de vocês terá ouvido falar do tradicional arroz-doce, por alguns chamado arroz-de-leite. Alguns, certamente, já terão experimentado a saborosa iguaria. Pois rogo que esqueçam qualquer experiência prazerosa que, até agora, tenham vivido. O arroz à castro alves é muito mais do que ousou sonhar Tia Anastácia. É o próprio bater de asas de um anjo convertido em iguaria gastronômica: uma sinfonia gustativa feita de incontáveis notas. Nada restou do misterioso prato: a gravidade do caso exigiu doses maciças do medicamento. Foi o alto preço a ser pago para tê-los de volta.

3 comments:

deni said...

Este (arroz-de-leite)eu agarantcho!!! Huuuuuuummmmmmmmmm, solta os cachorros!!!!

hugh said...

Arroz doce! Arroz doce! Arroz doce! E com raspa de limão!!!! Eu tenho sonhado todos os dias com a raspa de limão! Diliça!!!

Karen said...

Obrigada, obrigada!!! Nunca pensei...nunca pensei.